A cantora Taylor Swift, recebeu hoje Quarta-feira dia 18/05 o título de Doutora Honorária em Belas Artes na Universidade de Nova York! Confira as fotos do evento em nossa galeria de fotos, que segue sendo atualizada.

FOTO: Getty Images Entertainment

Confira o discurso completo da nossa loirinha na cerimonia:

“Olá, eu sou a Taylor.
A última vez que estive em um estádio desse tamanho, eu estava dançando de salto alto e vestindo um collant cheio de glitter. Esta roupa é muito mais confortável.

Gostaria de agradecer imensamente ao presidente do conselho de administração da Universidade de Nova Iorque, Bill Berkeley e a todos os curadores e membros do conselho, ao Presidente da NYU Andrew Hamilton, à Reitora Katherine Fleming e ao corpo docente e ex-alunos aqui hoje que tornaram este dia possível. Sinto muito orgulho de compartilhar este dia com meus colegas homenageados Susan Hockfield e Felix Matos Rodriguez, que me emocionam com as maneiras como melhoram nosso mundo com seu trabalho. Quanto a mim, tenho 90% de certeza de que a principal razão pela qual estou aqui é porque tenho uma música chamada ’22’.

E deixe-me dizer que estou exultante por estar aqui com você hoje enquanto celebramos e formamos a turma de 2022 da Universidade de Nova Iorque.

Nenhum de nós aqui hoje fez isso sozinho. Cada um de nós é uma colcha de retalhos daqueles que nos amaram, daqueles que acreditaram em nosso futuro, daqueles que nos mostraram empatia e bondade ou nos disseram a verdade mesmo quando não era fácil de ouvir. Aqueles que nos disseram que poderíamos fazer quando não havia absolutamente nenhuma prova disso. Alguém que leu histórias para você e lhe ensinou a sonhar e ofereceu algum código moral de certo e errado para você tentar viver. Alguém que tentou o seu melhor para explicar cada conceito neste mundo insanamente complexo para a criança que você era, enquanto você fazia um zilhão de perguntas como ‘como a lua funciona?’ e ‘por que podemos comer salada, mas não grama?’. E talvez eles não tenham feito isso perfeitamente. Ninguém nunca consegue. Talvez eles não estejam mais conosco e, nesse caso, espero que você se lembre deles hoje. Se eles estão aqui neste estádio, espero que você encontre sua própria maneira de expressar sua gratidão por todos os passos e erros que nos levaram a esse destino em comum.

Eu sei que as palavras deveriam ser minha “coisa”, mas jamais serei capaz de encontrar as palavras para agradecer minha mãe, meu pai e meu irmão Austin, pelos sacrifícios que eles fizeram todos os dias para que eu pudesse ir de cantar em cafés para estar aqui com todos vocês hoje porque nenhuma palavra seria suficiente. A todos os incríveis pais, familiares, mentores, professores, aliados, amigos e entes queridos aqui hoje, que apoiaram esses alunos em sua busca pelo enriquecimento educacional, deixem-me dizer a vocês agora: bem-vindos à Nova Iorque. Ela estava esperando por vocês.

Gostaria de agradecer à NYU por me tornar tecnicamente, pelo menos no papel, uma doutora. Não é o tipo de doutora que você gostaria de ter por perto no caso de uma emergência, a menos que sua emergência específica seja que você precisa desesperadamente ouvir uma música com um refrão cativante e uma ponte intensamente catártica. Ou se sua emergência seja que você precisa de uma pessoa que possa nomear mais de 50 raças de gatos em um minuto.

Eu nunca tive a experiência normal da faculdade, por si só. Estudei em escola pública até o primeiro ano do ensino médio e terminei minha educação fazendo trabalhos escolares nos pisos dos terminais dos aeroportos. Então eu saí na estrada em uma turnê pelas rádios, que soa incrivelmente glamourosa, mas na realidade consistia em carros alugados, hotéis de beira de estrada e minha mãe e eu fingindo uma briga entre mãe e filha durante o embarque para que ninguém quisesse o lugar vazio entre nós na Southwest.

Quando criança, sempre pensei que iria para a faculdade, imaginei os pôsteres que penduraria na parede do meu dormitório de calouros. Eu até montei o final do videoclipe para minha música “Love Story” na minha faculdade imaginária de fantasia, onde eu encontro um modelo lendo um livro na grama e com um único olhar, percebemos que nos apaixonamos em nossas vidas passadas. O que é exatamente o que todos vocêsexperienciaram em algum momento nos últimos quatro anos, certo?

Mas eu realmente não posso reclamar de não ter uma experiência universitária normal para vocês porque vocês foram para a NYU durante uma pandemia global, ficando essencialmente trancados em seus dormitórios ou tendo que fazer aulas pelo Zoom. Todo mundo na faculdade durante os tempos normais se estressa com as notas dos testes, mas além disso vocês também tiveram que passar em 1.000 testes de COVID. Imagino que a ideia de uma experiência normal de faculdade era tudo o que vocês queriam também. Mas, neste caso, vocês e eu aprendemos que nem sempre você recebe todas as coisas da sacola que selecionou no menu do serviço de entrega que é a vida. Você recebe o que recebe. E como eu gostaria de dizer a vocês, vocês devem estar muito orgulhosos do que vocês fizeram. Hoje, vocês saem da Universidade de Nova Iorque e saem pelo mundo procurando o que vem a seguir. E eu também.

Então, como regra, tento não dar conselhos não solicitados a ninguém, a menos que eles peçam. Eu vou entrar nisso mais tarde. Acho que fui oficialmente solicitado nesta situação, para transmitir qualquer sabedoria que eu possa ter e contar a você as coisas que me ajudaram em minha vida até agora. Por favor, tenha em mente que eu, de forma alguma, me sinto qualificada para lhe dizer o que fazer. Vocês trabalharam e lutaram e se sacrificaram e estudaram e sonharam seu caminho até aqui então, vocês sabem o que estão fazendo. Vocês farão as coisas de maneira diferente do que eu fiz e por diferentes razões.

Então eu não vou lhes dizer o que fazer porque ninguém gosta disso. Vou, no entanto, dar alguns truques de vida que gostaria de ter em mente quando estava começando meus sonhos de carreira e navegando na vida, no amor, na pressão, nas escolhas, na vergonha, na esperança e na amizade.

A primeira delas é… a vida pode ser pesada, especialmente se você tentar carregar tudo de uma vez. Parte do crescimento e da mudar para novos capítulos de sua vida é sobre pegar e soltar. O que quero dizer com isso é: saibam quais coisas manter e quais coisas liberar. Você não pode carregar todas as coisas, todos os rancores, todas as atualizações sobre seu ex, todas as promoções invejáveis ​​que seu valentão da escola conseguiu no fundo de cobertura que seu tio começou. Decida o que é seu para segurar e deixe o resto ir. Muitas vezes as coisas boas da sua vida são mais sutis, para que haja mais espaço para uma maior quantidade de coisas boas. Um relacionamento tóxico pode superar tantas alegrias maravilhosas e simples. Você pode escolher para o que sua vida tem tempo e espaço. Seja criterioso.

Em segundo lugar, aprenda a viver ao lado do brega. Não importa o quanto você tente evitar se encolher, você vai olhar para trás em sua vida e se encolher retrospectivamente. O brega é inevitável ao longo da vida. Até mesmo o termo “brega” pode um dia ser considerado “brega”.

Eu prometo a você, você provavelmente está fazendo ou vestindo algo agora que você vai olhar para trás mais tarde e achar revoltante e hilário. Você não pode evitar, então não tente. Por exemplo, tive uma fase em que, durante todo o ano de 2012 me vesti como uma dona de casa dos anos 50. Mas querem saber? Eu estava me divertindo. Tendências e fases são divertidas. Olhar para trás e rir é divertido.

E enquanto estamos falando sobre coisas que fazem nos contorcermos, mas realmente não deveriam, gostaria de dizer que sou uma grande defensora de não esconder seu entusiasmo pelas coisas. Parece-me que há um falso estigma em torno da ânsia em nossa cultura de “ambivalência despreocupada”. Essa perspectiva perpetua a ideia de que não é legal “querer”. Que as pessoas que não se esforçam são fundamentalmente mais chiques do que as que o fazem. E eu não saberia porque já fui muitas coisas, mas nunca fui especialista em “chique”. Mas sou eu que estou aqui em cima, então você tem que me ouvir quando digo isso: nunca tenha vergonha de tentar. A falta de esforço é um mito. As pessoas que menos esforçavam-se eram as que eu queria namorar e ser amiga no ensino médio. As pessoas que mais se esforçam são as pessoas que agora contrato para trabalhar na minha empresa.

Comecei a escrever músicas quando tinha 12 anos e, desde então, tem sido a bússola que guia minha vida e, por sua vez, minha vida guia minha escrita. Tudo o que faço é apenas uma extensão da minha escrita, seja dirigir vídeos ou curta-metragem, criar o visual para uma turnê ou estar no palco se apresentando. Tudo está conectado pelo meu amor pelo ofício, a emoção de trabalhar com ideias e reduzi-las e polir tudo no final. Editar. Acordar no meio da noite e jogar fora a velha ideia porque você acabou de pensar em uma nova melhor. Um dispositivo de plot que une a coisa toda. Há uma razão pela qual eles chamam isso de gancho. Às vezes, uma série de palavras me prende e não consigo me concentrar em nada até que sejam gravadas ou escritas.

Como compositora, nunca consegui ficar parada ou ficar em um lugar criativo por muito tempo. Fiz e lancei 11 álbuns e, no processo, troquei gêneros de country para pop e alternativo para folk. Isso pode soar como uma linha de discussão muito centrada em compositores, mas de certa forma, eu realmente acho que somos todos escritores. E a maioria de nós escreve com uma voz diferente para diferentes situações. Você escreve de maneira diferente em seu Instagram Stories do que em seu TCC. Você envia um tipo de e-mail diferente para seu chefe do que envia para seu melhor amigo.

Somos todos camaleões literários e acho fascinante. É apenas uma continuação da ideia de que somos muitas coisas, o tempo todo. E eu sei que pode ser realmente esmagador descobrir quem ser e quando. Quem você é agora e como agir para chegar onde deseja. Tenho uma boa notícia: depende totalmente de você. Também tenho uma notícia aterrorizante: depende totalmente de você.

Eu disse a vocês anteriormente que nunca ofereço conselhos a menos que alguém me peça, e agora vou lhe dizer o porquê: como uma pessoa que começou minha carreira pública aos 15 anos, isso teve um preço. E esse preço foi anos de conselhos não solicitados. Ser a pessoa mais jovem em cada sala por mais de uma década significava que eu estava constantemente recebendo avisos de membros mais velhos da indústria da música, da mídia, entrevistadores, executivos. Esses conselhos muitas vezes se apresentavam como advertências veladas. Veja, eu era uma adolescente aos olhos do público em uma época em que nossa sociedade estava absolutamente obcecada com a ideia de ter modelos femininos perfeitos. Parecia que todas as entrevistas que eu fazia incluíam pequenas farpas do entrevistador sobre eu um dia “sair dos trilhos”.

Isso significava uma coisa diferente para cada pessoa que me dizia. Então me tornei uma jovem adulta enquanto recebia a mensagem de que, se não cometesse nenhum erro, todas as crianças da América cresceriam para ser anjos perfeitos. No entanto, se eu escorregasse, a Terra inteira cairia de seu eixo e seria inteiramente minha culpa e eu iria para a prisão de uma estrela pop para todo o sempre. Tudo girava em torno da ideia de que erros equivalem a fracassos e, em última análise, à perda de qualquer chance de uma vida feliz ou recompensadora.

Esta não tem sido a minha experiência. Minha experiência é que meus erros levaram às melhores coisas da minha vida. E ficar envergonhado quando você erra faz parte da experiência humana. Levantar, tirar a poeira e ver quem ainda quer sair com você depois e rir disso? Isso é um dom. As vezes que me disseram não ou não fui incluída, não fui escolhida, não ganhei, não fui suficiente… olhando para trás, realmente parece que aqueles momentos foram tão importantes, se não mais cruciais, do que os momentos que foi-me dito “sim”.

Não ser convidado para as festas e festas do pijama na minha cidade natal me fez sentir desesperadamente solitária, mas porque me sentia sozinha, eu sentava no meu quarto e escrevia as músicas que me dariam um ingresso para outro lugar. Ter executivos de gravadoras em Nashville me dizendo que apenas donas de casa de 35 anos ouvem música country e não havia lugar para uma garota de 13 anos em sua lista me fez chorar no carro a caminho de casa.

Mas então eu postei minhas músicas no meu MySpace – sim, MySpace – e trocava mensagens com outros adolescentes como eu que adoravam música country, mas simplesmente não tinha ninguém cantando de sua perspectiva. Ter jornalistas escrevendo artigos profundos, muitas vezes críticos, sobre quem eles percebem que eu sou me fez sentir como se estivesse vivendo em alguma simulação estranha, mas também me fez olhar para dentro para aprender sobre quem eu realmente sou. Ter o mundo tratando minha vida amorosa como um esporte com espectadores, no qual perco todos os jogos, não foi uma ótima maneira de namorar na adolescência ou juventude, mas me ensinou a proteger minha vida privada ferozmente. Ser humilhada publicamente e repetidamente em uma idade jovem foi terrivelmente doloroso, mas me forçou a desvalorizar a noção ridícula de relevância social minuto a minuto. Ser cancelada na internet e quase perder minha carreira me deu um excelente conhecimento de todos os tipos de vinho.

Eu sei que pareço uma otimista consumada, mas na verdade não sou. Eu perco a perspectiva o tempo todo. Às vezes, tudo parece completamente inútil. Conheço a pressão de viver sua vida através das lentes do perfeccionismo. E eu sei que estou falando com um grupo de perfeccionistas porque vocês estão aqui hoje se formando na NYU. E então isso pode ser difícil para ouvirem: em sua vida, você inevitavelmente falará errado, confiará nas pessoas erradas, não reagirá, reagirá exageradamente, machucará as pessoas que não mereciam, pensará demais, não pensará nada, se sabotará, criará uma realidade onde apenas a sua experiência existe, arruinará momentos perfeitamente bons para você e para os outros, negará qualquer irregularidade, não tomará as medidas para corrigir, irá sentir-se muito culpado, deixará a culpa comer você, chegará ao fundo do poço, finalmente resolverá a dor que você causou, tentará fazer melhor da próxima vez e repetirá tudo. E não vou mentir, esses erros farão com que você perca coisas.

Estou tentando lhe dizer que perder coisas não significa apenas perder. Muitas vezes, quando perdemos coisas, ganhamos coisas também.

Agora você deixa a estrutura e o quadro da escola e traça seu próprio caminho. Cada escolha que você faz leva à próxima escolha que leva à próxima, e eu sei que às vezes é difícil saber qual caminho seguir. Haverá momentos na vida em que você precisará se defender. Momentos em que o certo é recuar e pedir desculpas. Momentos em que o certo é lutar, momentos em que o certo é virar e correr. Tempos para segurar tudo o que você tem e tempos para deixar ir com graça. Às vezes, a coisa certa a fazer é jogar fora as tradições antigas de pensamento em nome do progresso e da reforma. Às vezes, a coisa certa a fazer é ouvir a sabedoria daqueles que vieram antes de nós. Como você saberá qual é a escolha certa nesses momentos cruciais? Você não vai.

Como dar conselhos a tantas pessoas sobre suas escolhas de vida? Eu não vou. A notícia assustadora é: você está sozinho agora. A notícia legal é: você está sozinho agora.

Os deixo com isto: somos guiados por nossos instintos, nossa intuição, nossos desejos e medos, nossas cicatrizes e nossos sonhos. E você vai pisar na bola às vezes. Eu também. E quando eu fizer isso, vocês provavelmente lerão sobre isso na internet. De qualquer forma… coisas difíceis vão acontecer conosco. Nós vamos nos recuperar. Nós vamos aprender com isso. Vamos crescer mais resilientes por causa disso.

Enquanto formos afortunados o bastante para continuarmos respirando, vamos inspirar, respirar, respirar fundo, expirar. E agora sou doutora, então sei como funciona a respiração.

Espero que vocês saibam como estou orgulhosa de compartilhar este dia com você. Estamos fazendo isso juntos. Então vamos continuar dançando como se fôssemos…

…A turma de ’22.”- Taylor Swift.

18 de maio de 2022.

TRADUÇÃO: POP SWIFT BRASIL.

vídeo em destaque
siga nosso twitter
curta nossa página
instagram feed
parceiros
PRÓXIMOS EVENTOS, SHOWS, LANÇAMENTO DA TAYLOR...

EM BREVE
EM BREVE
Pop Swift Brasil Todos os direitos reservados
Edições por: Julia
error: Content is protected !!