Todos os posts em Billoard


Taylor Swift retirou Fearless (Versão de Taylor), seu álbum regravado em 2021 de seu segundo lançamento de estúdio em 2008, da contenção dos prêmios Grammy e CMA.

“Depois de uma consideração cuidadosa, Taylor Swift não enviará Fearless (Versão de Taylor) em qualquer categoria no próximo Grammy e CMA Awards deste ano”, de acordo com um representante da Republic Records. “Fearless já ganhou quatro Grammys incluindo álbum do ano, bem como o Prêmio CMA de álbum do ano em 2009/2010 e continua sendo o álbum country mais premiado de todos os tempos.”

A declaração acrescenta que o nono álbum de estúdio de Swift, Evermore, lançado em dezembro de 2020, será submetido ao Grammy para consideração em todas as categorias elegíveis. A decisão de Swift deixa espaço para os eleitores se concentrarem no Evermore, em vez de dividir potencialmente seus votos entre os dois projetos.

O álbum surpresa, que saiu cinco meses após o vencedor do Grammy do ano de Swift, Folklore, estreou em primeiro lugar na Billboard 200, dando a Swift oito estreias consecutivas em primeiro lugar. Evermore voltou ao primeiro lugar em junho para uma quarta semana não consecutiva, fazendo de Swift o artista com a terceira semana em primeiro lugar na parada de álbuns de todos os gêneros, atrás dos Beatles e Elvis Presley. De acordo com o relatório do meio do ano da MRC Data, lançado em 13 de julho, Evermore é o álbum de vinil mais vendido do ano, com mais de 143.000 cópias vendidas, e ocupa a 8ª posição em termos de consumo geral de álbuns, com 818.000 unidades.

Swift refez Fearless após a compra de Scooter Braun em 2019 de sua antiga gravadora, Big Machine Label Group, que inclui os direitos de seus primeiros seis álbuns. No ano passado, a Ithaca Holdings da Braun vendeu o catálogo para a Shamrock Holdings.

Swift ficou em segundo lugar na lista Global Money Makers da Billboard, divulgada na segunda-feira, com uma receita total estimada de US $ 41,4 milhões.

Matéria da Billboard e traduzida na integra por nossa equipe, a do PSBR!

Billboard divulgou ranking de artistas que faturaram alto no ano de 2020! E a loirinha aparece em primeiro lugar no geral, que mais lucraram lá nos Estados Unidos e no segundo lugar vem a banda Queen. Confira os dados divulgados pela Billboard:

Lucro total no mundo: 41.4 milhões de dólares (2º lugar da lista)
Lucro apenas nos EUA: 23.8 milhões (1º lugar da lista)
Lucro em turnê: – não saiu em turnê –
Royalties de streaming: 19.8 milhões
Contagem de streaming global: 11.6 bilhões de execuções

Swift ocupa a segunda posição globalmente pela mesma razão que ela é a número 1 na lista dos Estados Unidos: ela é a dona dos dois álbuns pós-Big Machine que lançou no ano passado, Folklore e Evermore, o que a ajudou ter um dos desempenhos mais fortes do ano. A Billboard estima que, pelo menos nos Estados Unidos, ela leva para casa 46% de suas vendas e receita de streaming. Os 19.8 milhões de dólares que ela ganhou com 11.6 bilhões de reproduções globais desempenharam o maior papel no aumento de sua receita para 41.4 milhões – 75% mais do que sua receita doméstica nos Estados Unidos de 23.8 milhões.

Esse texto é do site da Billoard e foi traduzido pela nossa equipe, da maneira correta!

Observação: Não foram incluídos os contratos publicitários, apenas os relacionados a música!




vídeo em destaque
siga nosso twitter
curta nossa página
instagram feed
parceiros
PRÓXIMOS EVENTOS, SHOWS, LANÇAMENTO DA TAYLOR...

“RED”-VERSÃO DA TAYLOR
ANIVERSÁRIO DA TAYLOR SWIFT
EM BREVE
EM BREVE
Pop Swift Brasil Todos os direitos reservados
Edições por: Julia
error: Content is protected !!